"Pai" das águas abertas no Brasil (Father of O.W.S in Brazil)

Nota: Todos os textos aparecem primeiro em português e na sequência em inglês. FOTOS no final da página.

(Note: All texts appears first in portuguese and  following in english. PICTURES in the end of the page).

No final da década de 50 a imprensa esportiva nacional concedeu a Abilio Couto o titulo de "Pai" das Águas Abertas no Brasil, não somente pela repercussão mundial de seus feitos mas por ser visionário ao  incentivar o esporte, que só viria a ser olímpico mais de 40 anos depois. Primeiro Couto criou a diretoria de águas abertas na extinta Federação de Natação Paulista, hoje Federação Aquática Paulista. Depois criou o código brasileiro de águas abertas e montou o  departamento de águas abertas da Confederação Brasileira de Natação, hoje Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos ( CBDA).

Criou as primeiras provas de águas abertas/maratona aquática no Brasil, entre elas a tradicional Ilhabela-Caraguatatuba, o campeonato paulista  e o primeiro campeonato brasileiro. Também foi treinador da seleção brasileira de maratona aquática.

 

"Ninguém promoveu tanto as águas abertas no Brasil como ele ( Abilio). Foi o nome que deu credibilidade ao esporte no país" - Coaracy Nunes Filho, presidente da CBDA

 

"O merito de Abílio é muito maior quando consideramos que foi ele, praticamente, quem instituiu a natação de longa distância em todo o país" Jornal A GAZETA ESPORTIVA, 1960.

 

"Foi ele ( Abilio) quem abriu caminho para nós brasileiros disputarmos o Campeonato Mundial" - Igor de Souza, tricampeão da Maratona de Nova York e bicampeão mundial de maratonas aquáticas.

 

"Monumento da natação em águas abertas"  Maria Lenk em seu livro "Braçadas e abraços". 

 

"Abilio Couto, dentre os nadadores do século XX, pode ser considerado  como um daqueles "maiores que a própria vida". Lagos, rios, oceanos: ele curtiu nadar e competir em cada um deles. Nunca desistiu, sempre deu tudo de si, sempre foi carinhoso com outros atletas, pilotos, acompanhantes e voluntários. Os nadadores e dirigentes atuais da natação no Brasil e também os nadadores de maratonas ao redor do mundo  mantém firmemente seu sólido legado, que ele ajudou a criar como atleta talentoso e um embaixador do esporte.Ele foi um gigante das Maratonas Aquáticas. - Steven Munatones, fundador, World Open Water Swimming Association 

 

"Muito bacana o resgate e a atualização de informações sobre a brilhante carreira do magnífico maratonista aquático Abílio Couto! Temos a oportunidade de viajar no tempo e entender de alguma forma que nossa posição de respeito no cenário mundial das maratonas começou a ser construída por ele. Sinto-me honrada em poder contribuir para o Brasil continuar nesse caminho. Que o legado que ele nos deixou sirva de inspiração para todos" - Ana Marcela Cunha, tricampeã mundial de Maratonas Aquáticas FINA

 

"Abilio merecia uma pensão vitalícia do Brasil" Forbes Carlile, técnico australiano, durante sua visita em São Paulo em 1963.

 

 

At the end of the fifties, the national press gave Abilio Couto the title of  Brazilian “Father” of Open Water Swim, not only for his international repercussion, but also for his visionary act of encourage the sport in Brazil, that would only become an olimpic category over 40 years later. First, Couto created the Open Water directorship at the extint Federação Paulista de Natação, todays Brazilian Confederation of Water Sports (CBDA).

He created the first tests of open water/ aquatic marathons in Brazil, between them the traditional Ilhabela-Caraguatatuba, the São Paulo state championship and the first Brazilian Championship. He was also the coach of the Brazilian team of aquatic marathon.

 

 

No one has promoted as many  open swims as he (Abilio) has. He was the name that gave credibility to this sport in our country. - Coaracy Nunes Filho,  CBDA’s chairman

 

The merit of Abilio is much bigger when considered that he was the one who, practically, instituted open water swimming in the whole country. A GAZETA ESPORTIVA newspaper, 1960.

 

It was him (Abilio) who paved the way for us brazilians to compete at the world championship. - Igor de Souza, three-time champion of New York Marathon and twice Champion onf aquatic marathons.

 

"Open water swimming monument"  Maria Lenk in her book “braçadas e abraços”

 

"Abilio Couto was one of those larger-than-life open water swimmers of the 20th century.  Rivers, lakes and oceans: he enjoyed swimming and competing in all of them.  He never quit, he always gave it his all, and he was always gracious to other athletes, pilots, escorts and volunteers.  Contemporary swimmers and race directors in Brazil and professional marathon swimmers around the world stand firmly on his solid legacy that he helped create as a talented athlete and as a passionate ambassador of the sport.  He was truly a genuine giant of the open water."- Steven Munatones, Founder, World Open Water Swimming Association 

 

“I think it is very cool the return and update of information about the brilliant career of the magnificent water marathon swimmer, Abilio Couto! We now have the opportunity to go back in time and understand that somehow our global position and respect in long distance water marathons started from him. I feel honoured to contribute with Brazil and to continue on this track. Let his legacy be our inspiration” Ana Marcela Cunha, three-time champion of FINA World Championship.

 

"Abilio (Couto) deserved a lifetime payment of Brazil" Australian coach Forbes Carlile, during his travel to Sao Paulo in 1963

 

 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now